Leggendo gli italiani – Um general na biblioteca

“A maldição da nossa geração foi esta: não poder fazer o que pensava. Ou não poder pensar o que fazia.” É estranho pensar que, até pouco tempo atrás, eu não era muito fã de contos… Com o passar do tempo, tenho desenvolvido uma relação de amor com essas narrativas breves e (quase) sempre tenho um livro de contos na minha cabeceira, com o intuito de … Continuar lendo Leggendo gli italiani – Um general na biblioteca

#LendoKing – Depois

“A gente se acostuma com as coisas extraordinárias. Aceita como normais. Podemos até tentar não nos acostumar, mas é o que acontece. Tem coisa extraordinária demais no mundo, só isso. Em toda parte.” Apesar de estar tentando focar as minhas leituras da obra de Stephen King de forma a concluir a série A Torre Negra (porque é claro que ao invés de “apenas” ler a … Continuar lendo #LendoKing – Depois

Leggendo gli italiani – Novecentos

“’Você não está verdadeiramente frito enquanto tiver de reserva uma boa história e alguém para quem contá-la.’” Dentre as grandes surpresas que tive ao iniciar meu desbravamento pela literatura italiana, encontra-se o escritor Alessandro Baricco. Meu primeiro contato com ele foi com o livro Sem sangue, que, apesar de curto, é uma baita “porrada” no leitor (no melhor sentido da expressão!). Gostei tanto da experiência … Continuar lendo Leggendo gli italiani – Novecentos

Leggendo gli italiani – Seda

“– Como é o fim do mundo? – Invisível.” Já comentei por aqui da verdadeira obsessão que desenvolvi com a Itália e, posteriormente, com os autores italianos. E, quando uma obsessão bate por aqui, ela bate forte. No início dos meus desbravamentos para conhecer novos autores, me deparei com a indicação dos livros de Alessandro Baricco. Já havia ouvido falar nele, justamente por seu livro … Continuar lendo Leggendo gli italiani – Seda

Entre páginas – Inverno do mundo

“O fascismo é uma mentira, mas uma mentira sedutora.” O século XX foi um verdadeiro divisor de águas na história mundial. Marcado pelas duas maiores guerras do mundo, esse período também testemunhou mudanças sociais, tecnológicas e a reconfiguração das potências imperialistas. Esse século tão rico, doloroso (e tumultuado) é o pano de fundo da trilogia impressionante de Ken Follett, intitulada de O Século. E é … Continuar lendo Entre páginas – Inverno do mundo

Entre páginas – Hester

“Este mundo é um lugar muito estranho. Certo e errado é como preto e branco, é difícil e fácil. O que nos confunde são aqueles ‘talvez’ que, embora não estejam certos, certamente não estão errados.” Enquanto uma parte dos leitores tira o mês de outubro para focar as suas leituras em obras de horror e de suspense, em homenagem ao Halloween, outros (como eu) preferem … Continuar lendo Entre páginas – Hester

Entre páginas – Mary Barton

“Alguns poucos instantes podem mudar nosso caráter para a vida toda, dando uma direção diferente a nossos objetivos e nossas energias.” “Mary Barthon é uma tentativa de compreender a revolta dos pobres diante de sua miséria”. A definição que a tradutora Julia Romeu escreveu no prefácio da obra de Elizabeth Gaskell não poderia ser mais certeira. Mary Barton é uma história de miséria, revolta, violência … Continuar lendo Entre páginas – Mary Barton

Leggendo gli italiani – Gomorra

“Eu sei e tenho provas. E, então, conto essas verdades.” Eu me lembro bem de quando Gomorra foi lançado. Estava prestes a fazer o vestibular para jornalismo e fiquei impressionada ao ouvir a história que envolvia o livro: Roberto Saviano, um corajoso jornalista italiano, tinha se infiltrado na Camorra e escreveu um livro denunciando as atividades violentas da máfia – que possui influência em diversos … Continuar lendo Leggendo gli italiani – Gomorra

Leggendo gli italiani – História da menina perdida

“(…) quero buscar na página o equilíbrio entre mim e ela que, na vida, não consegui encontrar sequer comigo mesma.” Chegamos, por fim, ao último volume da (merecidamente) aclamada Tetralogia Napolitana, da autora italiana Elena Ferrante: História da menina perdida. Apesar de ter tido alguns entreveiros com a nossa narradora no terceiro volume, História de quem foge e de quem fica, acabei me envolvendo demais … Continuar lendo Leggendo gli italiani – História da menina perdida

Leggendo gli italiniani – História de quem foge e de quem fica

“Cada um conta a própria vida como acha melhor.” A próxima parada da leitura da Tetralogia Napolitana, de Elena Ferrante, é o seu terceiro volume: História de quem foge e de quem fica. Ao contrário dos dois livros anteriores, em que a nossa narradora Lenu foca a maior parte de sua narrativa em Lila, sua melhor (?) amiga, nesta obra acompanhamos a sua própria história … Continuar lendo Leggendo gli italiniani – História de quem foge e de quem fica