A incrível história de como perdemos 8 anos de trabalho

Olá.

Alguns estão chegando nesta página pela primeira vez, mas a maioria conhece o Café com Blá Blá há um tempo. Quanto tempo? Mais especificamente, 08 anos.

Esse espaço começou com a Sabrina Inserra criadora e idealizadora do blog e foi incorporado a equipe, William Souza, Thaís da Mata e Fanny Ladeira. Cada um de nós tínhamos o seu próprio blog, mas a necessidade de estar sempre atualizando o conteúdo, foi tornando as tarefas mais dificeis até que nos unimos debaixo de um mesmo guarda chuva, o Café com Blá Blá Blá.

Veio então a época gloriosa. Postagens semanais, planejamentos com pelo menos 15 dias de antecedência,  parcerias com editoras, um canal no Youtube, maratonas literárias e sorteios. Depois de anos espalhados pela blogosfera literária, estávamos finalmente crescendo.

Nesse momento, a vida começou a cobrar, um precisava terminar a faculdade, a outra a pós,  depois vieram outros compromissos e a necessidade de se dedicar ao trabalho. Logo o foco da equipe mudou, e com isso, em um período de 3 meses (foi tudo o que bastou 90 dias), não postamos, não vimos um e-mail de cobrança do servidor e o blog saiu do ar.

Até aí, tudo bem, já havia acontecido algumas vezes e sempre voltamos online em minutos. Exceto, que dessa vez isso não aconteceu.

Alienados, não vimos o blog fora do ar, não houve outra comunicação do servidor e por uma idiotice da nossa parte, não tínhamos o backup.

Com isso, em 90 dias, o trabalho de 8 anos de quatro pessoas, em sua maioria texto muito pessoais e pontuais para época que foram escritos, se perderam.

Corremos atrás, brigamos e acreditamos que o conteúdo está em algum servidor russo escondido já que se você jogar no Google ainda aparece algumas imagens de artigos e posts nossos, mas a realidade é que não temos mais acesso ao nosso backup.

Tivemos uma conversa séria sobre qual seria o futuro, apesar do mundo dos blogs literário ter mudado muito e migrado a sua maioria para o Youtube e agora Instagram. Ainda somos pessoas que gostamos de ler as opiniões em blogs tradicionais e acreditamos que há outras por aí que também preferem o texto ao invés do vídeo ou foto e ficou decidido que voltaríamos a escrever, do zero mesmo.

Tiramos algumas lições desse aprendizado, como:

1 – Sempre fazer o backup do provedor. SEMPRE FAZER O BACKUP DO SERVIDOR.

2 – E que realmente gostamos de ser escrever as nossas opiniões e percepções para vocês.

Nos últimos anos, a equipe parou de correr atrás só de crescer seguidores, porque percebemos que não era esse o nosso intuito inicial ou principal. É bom ter uma base fiel e grande. Maravilhoso!

Assim como ter a liberdade de escrever sobre os assuntos e formas que você quer, sem tentar ir sempre para o que está na moda, legal ou atraindo mais views.

Perder um acervo tão grande também representa que as pessoas que estão chegando não vão entender a magnitude que é esse blog, o quanto lemos, conversamos e alinhamos para trazer cada texto ao público.

Aos poucos, subiremos alguns posts que temos salvos na aba Arquivos, mas sabemos que não estamos começando do zero. Podemos estar começando com 0 posts, mas do zero não.

Para você que não conhece o nosso trabalho ou os membros, recomendamos a ler o nosso post inaugural da casa nova e também o ‘Equipe’ de cada um da equipe para que você possa familiarizar e saber o que esperar do que cada um de nós escrevemos.

Um comentário sobre “A incrível história de como perdemos 8 anos de trabalho

Deixe uma resposta para Elidia zotelli Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *