Nota Musical – Taylor Swift: Evermore <3

Em Julho, eu vim aqui falar de Folklore, a estreia de Taylor Swift no indie com um CD surpresa e em dezembro ela lançou a segunda surpresa do ano Evermore. E conseguiu ser ainda melhor! Quando Taylor Swift anunciou que lançaria o seu nono álbum da carreira, acredito que as pessoas ficaram menos surpresas do que com Folklore, mas ainda assim impressionadas. Afinal, Folklore havia … Continuar lendo Nota Musical – Taylor Swift: Evermore <3

Entre Páginas – Enola Holmes: O caso do marquês desaparecido

O filme da irmã mais nova do Sherlock Holmes estreará semana que vem, e claro, fomos ler o livro. Essa leitura foi feito com base na edição em inglês da Puffin Books, mas o livro será publicado em 01/10/2020 pela Verus Editora. Sinopse: Em Enola Holmes: O caso do marquês desaparecido, Enola Holmes ― irmã do famoso detetive Sherlock Holmes ― descobre no dia de … Continuar lendo Entre Páginas – Enola Holmes: O caso do marquês desaparecido

Nota Musical: Folklore pode ter salvado 2020, mas a Taylor sempre foi boa

Para dizer o mínimo: Vivemos um ano complicado, Mudanças e transformações terão que ser aplicadas para podermos ter o mundo rondando como deveria. Música ao vivo é uma dessas mudanças que precisarão de adequação, enquanto enfrentamos o grande desafio de um vírus que pode ser transmitido pelo ar. Como tornar um show para 40 mil pessoas seguro? A falta de resposta para isso e o … Continuar lendo Nota Musical: Folklore pode ter salvado 2020, mas a Taylor sempre foi boa

O que achamos de Cursed – A Lenda do Lago

Eu sou uma apaixonada por histórias que envolvem a Inglaterra, e a história do Rei Arthur é mais uma delas. Vira e mexe quando aparece algo novo que me atrai eu tento assistir. Minha última empreitada foi o filme Arthur – A lenda da espada. Quando Cursed foi disponibilizado no Netflix, eu fiquei curiosa, principalmente por tratar a história do ponto de vista da “Dama … Continuar lendo O que achamos de Cursed – A Lenda do Lago

Assisti Lost pela segunda vez: Recomendo

4  8 15 16 23 42 Assim como muitos fãs da série Lost, eu fui por muito tempo ‘enganada’ e busquei os segredos que envolviam o acidente aéreo fictício mais famoso da TV, inclusive a escotilha, os outros e os números. Eu até fui ler Os Irmãos Karamazov de Dostoiévski e O Conto de Duas Cidades de Dickens, só porque os livros foram citados em … Continuar lendo Assisti Lost pela segunda vez: Recomendo

Um amor, mil casamentos

Ultimamente é tão raro vermos comédias românticas sendo lançadas, mas graças ao advento das plataformas de streaming eles estão sendo colocados em destaque novamente. Não há nada melhor do que curtir uma boa comédia romântica no sofá de casa, e saber que voce sairá do final da sessão com um o coraçãozinho mais aquecido. Nesta longa e interminável quarentena, resolvi encarar o mais novo lançamento … Continuar lendo Um amor, mil casamentos

A incrível história de como perdemos 8 anos de trabalho

Olá. Alguns estão chegando nesta página pela primeira vez, mas a maioria conhece o Café com Blá Blá há um tempo. Quanto tempo? Mais especificamente, 08 anos. Esse espaço começou com a Sabrina Inserra criadora e idealizadora do blog e foi incorporado a equipe, William Souza, Thaís da Mata e Fanny Ladeira. Cada um de nós tínhamos o seu próprio blog, mas a necessidade de … Continuar lendo A incrível história de como perdemos 8 anos de trabalho

A Letra Escarlate de Nathaniel Hawthorne

Fui conhecer esse livro tão importante da literatura americana e, ficou por isso mesmo. A ficção de Nathaniel Hawthorne, cuja sólida construção estilística fez dele o primeiro grande romancista dos Estados Unidos, apresenta os dilemas de personagens que, cerceados por uma sociedade puritana, buscam o direito à liberdade afetiva. Hawthorne desce aos segredos do subconsciente reprimido, à tensão dos impulsos contraditórios, à angústia que transita … Continuar lendo A Letra Escarlate de Nathaniel Hawthorne

O Ruído do Tempo de Julian Barnes

Mais um do Julian Barnes.  Julian Barnes resgata e ficcionaliza a trajetória do compositor russo Dmitri Shostakovitch para retomar questões recorrentes em sua obra como a memória e a verdade. A história tem início em 1937, na União Soviética, quando Shostakovich certeza de que será preso, exilado na Sibéria, talvez até executado, após escrever um de seus maiores concertos, Lady Macbeth de Mtsensk, que não agradou … Continuar lendo O Ruído do Tempo de Julian Barnes